menu

Image Map

27/02/2017

A árvore - Edinei Lisboa

Imagem do Pinterest.

Construí uma árvore de sonhos
Sobre um solo cheio de esperanças e ingenuidade
Era grande e frondosa em seu tamanho
Mas foi diminuindo com a idade


O solo já sofrera várias inundações de realidade
A árvore já não dá frutos com a mesma intensidade
Mas resiste em meio as tempestades
Não sem danos, consequências e infelicidades


Faço reparos, conserto planos
Às vezes refaço sonhos
Para adaptá-los ao tempo e a realidade


Continuo regando as raízes
Enxertando no solo doses de positividade
Para colher frutos mais felizes.
Comentário: Todos nós temos essa árvore desde o dia que percebemos nossa existência e a importância de nutrir sonhos. A princípio, como destaca o poeta, ela é grande e frondosa sob o solo de esperanças e ingenuidade, mas ao passar dos anos ela muda, assim como toda árvore que sofre as estações do ano. A infância é o período que nossa árvore está bem verdinha, mas à medida que crescemos vamos perdendo alguns sonhos, e nossa árvore, algumas folhas, a viscosidade, e do terreno ingênuo passa a habitar um terreno real. E essa é a fase da perda da inocência, quando passamos de criança a adulto. Às vezes ela parece estar secando, morrendo, mas é preciso que passe por essas fases para que aprendamos que com cuidado e dedicação uma árvore, por mais frágil que pareça, pode dar frutos, e frutos felizes.

Bom, gente, é isso. Achei o poema incrível, me parece que Edinei foi feliz em cada palavra empregada. Espero que vocês gostem!

Conheçam mais o autor, parceiro do blog, e seus escritos acessando suas redes sociais:
*Todas as imagens foram retiradas da internet. Se alguma delas for sua, me avise para que eu coloque os devidos créditos.
Um abraço e até a próxima! 🎔
Por Mirelle Almeida

23/02/2017

Resenha | Quem disse? - Kate Willians

Olá, gente! Tudo bem? Hoje venho lhes mostrar mais de perto um dos trabalhos de nossa querida amiga e parceira do blog, Kate Willians. O conto "Quem disse?" foi publicado juntamente com outros 18 numa antologia chamada "Mais amor, por favor" preparada pela editora Coerência.


O conto tem um tom leve e descontraído. A escrita da Kate é gostosa, fluída e muito humorada. Comecei a rir sozinha na fila da Lotérica enquanto lia, parecendo uma doida, mas não conseguia parar, pois Maria Alice já tinha me conquistado com seu jeito estabanado. Foi algo que me identifiquei totalmente, hahaha.
Sabe aquele tipo de pessoas azaradas que vivem tombando nas coisas e levando desacertos? Pois é, Maria Alice é mais ou menos assim. Kate construiu uma personagem real, fora dos padrões que conhecemos como protagonistas. É como se Maria Alice dissesse "Olha, não era para eu estar ocupando este papel, mas alguém me percebeu e escreveu sobre mim."
"Porque, sabe, pessoas distraídas como você têm a tendência de adquirir muitas cicatrizes ao longo da vida."  
Com uma narrativa em 1ª pessoa, conhecemos Alice por seus próprios olhos, o que aproxima mais o leitor da história e a deixa ainda mais engraçada. Achei maravilhoso o fato de ela dialogar com os leitores, é como se estivesse contando sua história para amigos (o que não deixa de ser verdade).

Em meio a essa multidão de azar, em uma cena muito engraçada, Maria Alice conhece Gustavo. Ele é o tipo de personagem clichê das histórias de romance e Kate consegue unir os dois de uma forma magistral, é como se realidade (porque nossa protagonista é uma personagem extremamente real, tão real que pode muito bem ser qualquer um de nós, pessoas atrapalhadas e sem muita sorte no amor) e fantasia (o tipo descrito como herói desta história, o Gustavo. É como se ele tivesse vindo de um sonho). Achei isso incrível demais.
"Era como se ele visse através das minhas barreiras..."
Enfim, o conto é curtinho e muito original. Vale muito a pena ler.

Classificação:
Autora: Kate Willians
Editora: Coerência
Ano: 2017
Kate Willians é escritora e estudante de letras. Escreveu seu primeiro livro aos 15 anos e o segundo Debaixo das minhas asas, publicou aos 17. Já foi a blogueira responsável pelo Drunk Culture e hoje se dedica apenas a escrita. Tem 21 anos e o seu maior sonho, é encantar as pessoas com suas palavras. A literatura a salvou, e espera um dia conseguir usar a mesma fonte para salvar outras pessoas. É extremamente apaixonada pelo que faz e adora passar o tempo livre com a família e com um pug bagunceiro e totalmente sem noção chamado Bob.
Querem saber mais sobre a Kate ou suas obras? Acessem suas redes sociais clicando nos ícones abaixo:
https://www.instagram.com/katewillians/https://twitter.com/DrunkCulture https://www.facebook.com/katewilliansauthor/?fref=tshttps://www.youtube.com/channel/UCLlOYMAe7BF--jfLuJV41Ow

Até a próxima!
Mirelle Almeida

20/02/2017

Sede- Edinei Lisboa

Deixo pra vocês esse poema lindo do autor parceiro do blog Edinei Lisboa. Desfrutem!

Veneno. Imagem do Tumblr

Na busca incessante
Por um pouco de paz
Ficamos mais irritantes
Do que se não buscássemos mais

Na busca apressada
Por um amor de verdade
Perdemos amigos, pessoas amadas
Perdemos a noção da realidade

Com pressa, sem saber onde chegar
Procurando, sem saber o que achar
Não adianta tanta sede
Se é a própria sede a envenenar.


Conheçam mais o autor acessando suas redes sociais:

18/02/2017

Resenha | Trevas, Trovões e Trovas- Júnior Fernandes

Foto do meu amigo-irmão e colaborador/adiministrador Anderson Pereira.
Recebi esse livro em parceria com a linda e maravilhosa Editora Penalux (não tem como não amá-la, gente ). Já deveria ter postado a resenha, mas tem dias que estou sem inspiração, aí prefiro não escrever.

"Trevas, Trovões e Trovas" pode ser dividido em 3 partes: o acaso, a noite escura e a alvorada. Isso não está separado no livro, mas o leitor atento poderá perceber. Júnior Fernandes se inspirou em outros autores para construir esse livro maravilhoso, tais como Tagore, Edgar Allan Poe, Dante, entre outros. O autor também faz, ao final, uma lista chamada "Notas (des) necessárias" citando cada autor que teve influência na composição de seu livro.

A poesia de Fernandes é uma poesia sóbria, formal, filosófica e profunda, que faz-se ouvir no mais longínquo recôncavo do ser humano. São trovas cantadas através de trevas, mas que têm seu momento de iluminação quando despontam os trovões nesse céu escuro que nos é apresentado (e que pode muito bem ser nós). As trevas surgem na busca que fazemos para encontrarmos a luz, é nesse momento que visitamos a parte mais sombria e certos do nosso destino, a morte, ficamos amarrados a ele, como se estivéssemos num quarto sem porta, sendo sufocados por uma mão invisível.

"O exercício dos solitários", p. 24.
Buscamos e buscamos, mas sempre estamos diante do nada porque não conseguimos enxergar, só conseguimos olhar para nossa situação.

"Madrugada poética", p. 60
Os trovões são os momentos de claridade que experimenta o ser humano, são os momentos e os flashes de esperança, de uma flecha apontando um caminho em meio ao caos que somos nós. E tudo isso, trevas e trovões, é cantado em trovas, deslizando no interior de quem as escuta, como um peregrino que ouve a voz de um arauto que anuncia as boas novas.

"Celebração", p. 53

Através de versos livres, envoltos em um tom místico, que cantam o mais profundo do ser humano e que buscam uma resposta ou uma esperança, Júnior nos conduz por uma peregrinagem pessoal, uma busca de nós mesmos que desemboca em Deus. O homem se questiona, numa crise existencial, e nesse questionamento descobre que seu ponto de partida e de chegada está em Deus.

"Quando Cristo morreu", p. 37
A busca e os questionamentos que os poemas revelam ao mesmo tempo despem o fazer poético de Fernandes. À medida que nos conduz e nos direciona a um caminho, nos mostra seu interior. Um aspecto interessante é que podemos notar que os poemas dialogam com o que se propõem tratar. Há alguns poemas que se apresentam mais sombrios, como um poço sem fundo, como a busca constante no acaso; há outros que se mostram escuros, tais como a noite sem lua e estrelas e, ainda, outros aparecem como vaga-lumes em meio a escuridão, faíscas de esperança que brilham para indicar uma posição e para lembrar que por mais pequena que seja a luz ela consegue destacar-se no mais profundo breu, tal qual a alvorada que nasce após uma longa noite.

Eu, particularmente, gostei demais do livro. Ele tem uma diagramação linda, as folhas são amareladas e a letra confortável aos olhos. Fiquei maravilhada com o trabalho do Júnior e com o carinho que a Penalux tem com os livros que publica. Recomendo o livro! Se deixem conduzir por "Trevas, Trovões e Trovas" e não só naveguem pelos poemas de Júnior Fernandes, vivam eles e se descubram através deles.

Um abração!
Por Mirelle Almeida
Onde comprar o livro? AQUI.
Classificação:
Editora: Penalux (Selo Candeeiro)
Autor: Júnior Fernandes
Ano: 2015
Páginas: 82

Conheçam mais a editora e suas obras acessando os ícones abaixo:

17/02/2017

Parceria | Rosa Mattos

Genteeeeee, hoje é um dia muito feliz pra mim e pro blog! Temos mais uma parceira/amiga. É a autora Rosa Mattos. Desde que vi os livros dela lá no Twitter me apaixonei! E tenho certeza que vocês também vão ficar encantados. Falei com ela propondo parceria e ela aceitou, o que me deixou pra lá de feliz. Rosa é uma pessoa maravilhosa, estou tão feliz de só ter autores lindos (por fora e por dentro) no meu blog. Ela é autora de 7 livros publicados, além de escrever contos no blog Contos da Rosa. Abaixo apresento um dos trabalhos da Rosa, o livro "O medo de Virgília", um romance publicado em 2014 pela editora Selo Jovem. Amei demais essa capa e pela sinopse o livro promete. Mega ansiosa pra poder tê-lo em mãos e devorá-lo. 😍

SINOPSE:Cercada por pessoas desajustadas (psicopatas, neuróticas, depressivas, insanas, obsessivas, fóbicas e inescrupulosas), Virgília luta para manter sua sanidade mental. Dividida entre cuidar da própria vida e ajudar seus familiares que precisam dela financeiramente, muda-se de Cristal (pequena cidade gaúcha) e vai morar sozinha em Porto Alegre, num apartamento herdado pela mãe. Assim, poderá ficar mais perto de Marília, sua irmã mais nova, internada numa clínica depois de tentar matá-la, após sofrer um surto psicótico. Virgília começa a trabalhar como gerente de uma joalheria. Lá, conhece Alex, o entregador de joias. Os dois se apaixonam. E em pouco tempo, serão envolvidos por um laço de amor que os manterá unidos contra todas as adversidades. Além de ser um homem apaixonante, Alex possui um dom incomum que o torna capaz de tirar vidas, ou salvá-las. E este seu dom, terá um papel importante para os rumos desta história. Uma trama onde o grande mistério é descobrir como Virgília conseguirá lidar com tantas situações difíceis que a cercam, sem enlouquecer.
Rosa Mattos
 PARA SABER MAIS SOBRE O LIVRO É SÓ CLICAR NOS NOMES ABAIXO :

ONDE O LIVRO ESTÁ SENDO VENDIDO: 
SKOOB
LEITURA DO PRIMEIRO CAPÍTULO:
Wattpad ou Issuu

Adicionem em suas leituras no Skoob, curtam a página e comprem o livro se o interessarem. Adoraremos saber o que vocês acharam, tenho certeza que não vão se arrepender.

❤ SOBRE A AUTORA :

Rosa Mattos é gaúcha de Torres e mora atualmente em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. 

  • Em 2011 publicou seu primeiro livro, intitulado Coletânea de Contos, com uma seleção de oitenta textos, entre contos e prosas. 
  • No ano seguinte, lançou Sopros de uma Flor, com poemas ilustrados. Ambos pelo Clube de Autores. 
  • Paredes Vivas foi sua estreia como romancista em 2013, pela Editora Dracaena. Um romance sobrenatural, com atmosfera de terror psicológico. 
  • Participou das antologias Mentes Inquietas e Horas Sombrias, da Andross Editora, com um conto de terror e outro medieval, em 2013 e 2014. 
  • O medo de Virgília foi seu segundo romance, publicado em 2014 pela Editora Selo Jovem. Um thriller psicológico. Uma história de amor, mistérios e loucuras. 
  • Em 2015 lançou Perto do Fim, uma publicação independente a venda no site da Amazon. Romance, misto de drama e suspense. Uma história de amor e superação. Em 2017 o livro será publicado pela Editora Selo Jovem. 
  • Mantém o blog Contos da Rosa, onde divulga seus trabalhos. 

 CONHEÇAM MAIS SOBRE A AUTORA E SUAS OBRAS :
 Blog
 Site
 Twitter
Instagram

14/02/2017

Resenha | Eu sou um pouco de "Depois de você", de Jojo Moyes

Fala, galera!Como vocês estão? Espero que estejam muito bem e que estejam lendo muito!
Hoje eu vim mostrar para vocês as minhas impressões do livro "Depois de Você", da escritora Jojo Moyes. Certo? Certo. Então vamos lá.


Bom, antes de mais nada, devo dizer que essa é uma das resenhas mais difíceis que eu já fiz e o motivo é o seguinte: SPOILERS! É muito difícil falar desse livro sem revelar certos detalhes que eu consideraria como spoilers e que, sendo assim, não devem ser mencionados. Por isso, tentarei ser o mais breve possível e não revelarei nada que vocês não queiram saber de antemão. É melhor que vocês leiam e tenham a mesma surpresa que eu, leitor que estava extremamente curioso para saber o que aconteceu com Lou Clark e outros personagens depois dos acontecimentos do livro anterior "Como eu era antes de você".


"Não pense muito em mim...
Apenas viva bem.
Apenas viva."
Quem leu o livro "Como eu era antes de você" lembra muito bem dessas palavras encontradas na carta emocionante que Will Traynor deixara para Lou. Na ocasião, Clark encontrava-se em um café em Paris, depois da morte de Will, e o leitor tem a impressão de que a sua amável e peculiar protagonista finalmente sairia da sua zona de conforto interior, da sua comodidade monótona e tentaria viver intensamente enquanto tentaria superar a sua perda. (Pelo menos foi essa impressão que eu tive. Haha)


Mas, bem, aparentemente as coisas não saíram como o esperado ou imaginado pelo leitor. Em "Depois de Você", um ano e seis meses se passaram desde os acontecimentos do livro "Como eu era antes de você". Louisa Clark, após ter viajado por Paris e alguns países da Europa, agora mora em Londres, em um apartamento que ela não consegue chamar de lar. Lou trabalha no Shamrock and Clover, um bar de um aeroporto, e ver a sua vida presa em uma rotina monótona, da qual ela talvez nem  se dê conta totalmente.

Então, em uma noite, algo inesperado acontece: ela cai do telhado do seu apartamento e tem a sorte de não ter sofrido nada mais grave do que uma fratura no quadril. E é nessa situação que duas pessoas entram na vida de Lou: Sam, um dos paramédicos que a socorrera do acidente e alguém do passado de Will Traynor (Não vou contar quem é porque seria um grande spoiler. Hehe). E são essas duas pessoas que começam a modificar a vida de Clark de forma que ela talvez não esperasse.


Foi uma experiência muito boa poder rever e reencontrar a Lou e outros personagens já tão característicos nesse segundo livro e saber os caminhos que cada um deles trilhou para as suas vidas. O que mais gostei no livro foi como as coisas acontecem na história, de forma despretensiosa. Nada me pareceu forçado ou algo do tipo.

"Depois de você" é um livro sobre recomeços e superação. É sobre como devemos lidar com a perda, o luto. É sobre como devemos superá-los e continuar a viver, afinal como diria Will Traynor:
"Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível."


E é isso, galera. Eu, particularmente, gostei muito desse livro e espero que quem leu "Como eu era antes de você", leia esse também e tenha um ótimo reencontro com personagens tão verossímeis.
Até a próxima, amigos leitores. Um forte abraço!

Por Anderson Pereira

Classificação: 👍👍👍👍
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 318

12/02/2017

Editora Andross | PUBLIQUE SEU CONTO SOBRE O FIM DO MUNDO NO LIVRO "EXTREMO"!

Hoje em dia está cada vez mais fácil realizar o sonho do livro publicado, para isso basta saber investir bem e buscar editoras que estejam dispostas a receber seu material e tenha todo o cuidado e amor na hora de publicá-lo. Eu, particularmente, gosto de trazer esses posts porque sei que entre as pessoas que visitam o blog, há muita gente com talento. Então, eis mais uma oportunidade!



Se você tem uma ideia legal para escrever um conto sobre o fim do mundo, chegou a oportunidade para publicá-lo em um livro!. 

Você pode participar da coletânea EXTREMO - CONTOS SOBRE O FIM DO MUNDO, organizada pelo escritor Alex Mir.

Qualquer pessoa pode participar. Para submeter um texto à avaliação, basta acessar o site da editora www.andross.com.br

O prazo para recebimento de textos vai até 30 de abril de 2017 e o lançamento será em outubro de 2017, no evento Livros em Pauta.


SINOPSE: O fim está próximo. E essa não é apenas uma frase em uma placa, exibida pelas ruas por um ancião de fala desconexa. É muito mais do que isso. Aquela notícia de uma intervenção militar, de pessoas se atacando nas ruas, de um meteoro passando próximo à Terra, de um possível tsunami, de terremotos castigando várias cidades, erupções vulcânicas... pode ser o início da extinção de tudo aquilo que construímos ao longo dos milênios. Os visionários autores deste livro levam as palavras ao extremo para alertar a humanidade sobre aquilo que ela teme há tempos: o fim do mundo.

Essa é sua oportunidade de se tornar um escritor!

Editora Sinna | Lançamentos e Bienal do Livro

Olá, people! Como estão? Espero que tudo bem. Venho trazer-lhes boas notícias (como sempre, haha).

A Editora Sinna, parceira e amiga do blog, está lançando o livro "O Jogo do Enganador", do autor Danilo Queiroz.   Fiquei babando quando vi esse livro, é um dos gêneros que há um tempo passei a amar: o policial.  Além de parecer ter um pitada de suspense e até terror, pelo menos senti isso ao ler a sinopse. Quem curte esse gênero tenho certeza que irá ficar curioso para conhecer o livro, assim como eu. E quando tiver oportunidade, vou solicitar ele pra editora e trago a resenha pra vocês, aguardem!


Sinopse: Um caso de Daniel Meirelles... Para o jornalista Daniel Meirelles, uma investigação era encerrada com a prisão dos acusados e com a sentença sendo emitida. Mas, isso era apenas o que ele pensava. Buscando o fim da corrupção que assola a cidade de Ribeirão Freire por anos, Daniel acaba descobrindo um esquema muito maior, secreto e que possui relação com um assassinato ocorrido na região há 20 anos. Tudo sai de controle, e Daniel precisará ser rápido o suficiente para descobrir quem está eliminando todas as peças essenciais para a solução do crime. Quem é o enganador que se esconde por trás de uma combinação das letras IB? Neste jogo, o seu oponente não tem rosto...
A antologia "Entre Amigos", organizada por Giuliana Sperandio, é outro lançamento da Sinna. Já  havia apresentado  esse livro aqui no blog, mas ele estava em fase de construção, mas agora está prontinho! Essa capa é maravilhosa, né nom? Em outra publicação eu mostrei os lançamentos da editora com mais detalhes. Para conferir, é só clicar AQUI!

Sinopse: Amigos são capazes de cometer loucuras. Não devem, mas se despedem. Misturam as estações e se amam. São a salvação um do outro. Fazem sacrifícios. Colorem a vida. Mostram o que realmente importa para ser feliz e, às vezes, infelizmente partem para sempre ao cumprirem suas missões aqui. Mesmo assim, a vida Entre Amigos é mais feliz.


Book Trailer de "Entre Amigos"

Aproveito essa postagem pra divulgar outra novidade. É um evento que a editora vai estar participando: a XVIII Bienal Internacional do Livro no Rio de Janeiro. Além de livros maravilhosos da editora, a Sinna estará com um espaço para autores independentes! É só entrar em contato com a editora pelo Facebook ou por e-mail: editorasinna@gmail.com e garantir seu lugar.


E aí, gostaram?

Conheçam e sigam a editora nas redes sociais clicando nos ícones abaixo:

11/02/2017

Uma pausa para os doramas | Ruby Ruby Love

Vamos, tomem seus assentos e uma xícara de café (ou de chá, para quem preferir) e vamos conversar sobre Ruby Ruby Love, um mini K-drama (drama coreano). 

A protagonista, Lee Ruby, é uma moça linda e talentosa, mas que por causa do bullying que sofreu durante a adolescência, provocado principalmente pela invejosa Yoo Bi Jo, pegou trauma dos ambientes sociais. Ela sofre de agorafobia, uma enfermidade que faz com que ela tenha medo de estar em lugares públicos. 

As  únicas pessoas com quem se relaciona é com sua tia Dan Ho Bak e seu melhor amigo  Won Suk. Mas, quando Ruby ganha um prêmio de designer de jóias, ela tem que fazer uma escolha. Então, nos últimos instantes antes do prêmio, rendida ao fracasso e à doença (ou seja, ela não conseguia sair de casa mesmo com esse importante acontecimento), ela encontra um anel de rubi que um senhor tinha dado pra ela faz um tempo. Esse anel tem poder de encorajar a pessoa que o usar, mas, assim como toda a magia que transformou Cinderela para que ela fosse ao baile e encontrasse seu príncipe teve fim, esse misterioso anel também tem limitações. Lee só pode usá-lo 3 vezes, e cada uso duram 3 horas.

*
Tradução: "Ruby, me dá sua mão." *
Achei o dorama lindo e com uma mensagem igualmente bonita. Às vezes nos apegamos a tantas coisas materiais, colocamos nossa sorte em objetos, mas na verdade o que devemos fazer é segurar nas mãos de Deus e dar um passo de cada vez, acreditando que, sim, somos capazes de fazer o que nos propusermos.

*
*
Nesse drama se forma um triângulo amoroso entre Na Ji Suk, Lee Ruby e Won Suk, parece que já é tradição dos doramas, hahaha, mas não foi nada desesperador, nada de dramatismos como costumamos ver em nossas novelas. 

Em relação a aspectos mais técnicos desse k-drama maravilhoso, eu diria que ele foi bem construído. São apenas 5 capítulos com menos de 15 minutos cada, mas que têm tudo aí, não deixa informações soltas ou a sensação de incompleto. O diretor e o roteirista fizeram um trabalho excelente. Outro aspecto interessante é a relação  entre tudo. Tudo faz sentido e tem ligação com algo (percebi isso também nos outros doramas que já assisti). E é muito lindo poder ver o trabalho de Lee Ruby em ação, ela conduziu muito bem as cenas, atribuindo humor e tive a impressão de que realmente ela era designer de jóias, haha. Todo o dorama circula nesse contexto, tudo tem relação com esse mundo. Até a declaração do carinha (que não vou dizer o nome pra não dar spoilers) teve a ver com esse mundo.

*
*
Cada pedra preciosa tem um significado e o trabalho de Ruby está apoiado nesse conceito, o que achei lindo também. Rubi é uma jóia que também representa o amor (e o nome da personagem é justamente o nome da jóia) e é o amor que a salva. Recomendo demais. Eu assisti ele legendado em espanhol, vi também que tem legendado em inglês. Em português não vi, mas acredito que é porque ele é recente. Em inglês e em espanhol vocês podem encontrar facilmente no YouTube.
Tradução: "Ainda que um rubi não brilhe na escuridão, continua sendo bonito, igual que você." *
 Seria "Eu amo você", porque "rubi" está relacionado ao amor. *

Enfim, a xícara já está vazia, a bebida acabou e a conversa foi boa, mas tenho que ir agora. Foi um prazer conversar com vocês. Um beijão. ❤

*Todas as imagens foram capturas de tela feitas por mim, menos a primeira, que é a  capa do K-drama, essa retirei da internet.

Informações: 
Título: 루비루비럽 / Rubirubireob
Gênero: Romance; Comédia 
Episódios: 5
Período de transmissão:
17/01/2017 a 26/01/2017
Elenco:

Seohyun como Lee Ruby
Lee Chul Woo como Won Suk

Hwang Suk Jung como Dan Ho Bak

Z. Hera como Yoo Bi Joo
Lee Yi Kyung como Na Ji Suk

10/02/2017

[Primeiras impressões] Na mesma página-Katerine Grinaldi

Sinopse: Giuliana é recém-formada em Letras, tem um noivo que sabe muito bem o que é o sucesso na carreira, ama sua família - inclusive o bobão do seu irmão - e sonha em ser professora, mas, às vezes, a vida não segue os planos e nem as expectativas alheias. Não conseguindo arranjar um emprego na vaga almejada como professora, Giuliana ficará diante de algumas escolhas que podem mudar sua vida drasticamente. Será mesmo que é necessário escolher entre sonhos? Sonho, sucesso e amor não são palavras que caminham juntas? Talvez, alguém esteja disposto a ensinar Giuliana que estas três palavras podem estar na mesma página.
Hoje venho lhes trazer não uma resenha, mas minhas primeiras impressões a respeito do livro de Katerine, o Na mesma página, disponibilizado pela editora parceira do blog, a Sinna

Comecei a ler o livro e simplesmente não consegui largá-lo. Torcia pra que ninguém me chamasse enquanto devorava cada página. A editora concedeu mais ou menos a metade do e-book e agora estou desesperada querendo ele todo porque necessito saber como termina a história. A narrativa da Katerine é gostosa e fluída, envolve o leitor com cada palavra desde a perspectiva de um narrador em 3ª pessoa.

O livro conta a história da Giuliana, uma jovem carioca de 22 anos formada em Letras-Inglês. Só que seus sonhos parecem distantes demais, pois, apesar de já ter se passado seis meses, a pobre não conseguiu um emprego fixo em sua área. E ainda pra piorar a situação, seu noivo, o Rafael, vive fazendo pressão pra que ela arranje outro emprego, um que dê mais dinheiro, porque ele só pensa nisso. Tive tanta raiva desse personagem! Que egoísta! Pede pra Giu simplesmente desistir de seus sonhos. E ela tem que escolher entre seu trabalho ideal (o de ser professora 💗) e Rafael. O que não deveria ser assim em uma relação, né?! E é como pensa Giu também, mas ela tem medo de deixar o estável (sua vida com o noivo junto com o plano de casamento) pelo duvidoso (seus sonhos que parece terem voado pra bem longe dela).
“Por que era tão difícil abandonar um sonho?”
Assim como Giuliana, o leitor acaba se cansando desse relacionamento abusivo e vicioso. Nessa história aparece João Pedro, ou JP, o melhor amigo do irmão caçula de Giu, o Guilherme. JP faz a moça pensar melhor em sua vida, é quando realmente ela vive por ela e não pelos outros. Mas, apesar desse momento de reflexão e paixão, Giu não consegue simplesmente deixar seu relacionamento de uma hora pra outra. 

Enfim, gente, é um livro que promete. Há muitas coisas para acontecer e eu estou muito curiosa. A escrita da Katerine Grinaldi é leve, humorada e viciante. Mesmo sem ter lido o livro todo, recomendo demais! 💗
“O tempo é um agente natural das mudanças, movendo tudo por onde passa, trazendo coisas boas ou ruins, anunciando um futuro baseado no passado.”

Conheçam e sigam a editora nas redes sociais clicando nos ícones abaixo:

Abraço e até a próxima!
© ♥ Eu Sou Um Pouco De Cada Livro Que Li ♥ - 2016. Todos os direitos reservados.
Designed by: Amanda Hauanne e Mirelle Almeida. Cabeçalho by: Edu Anjos.
Tecnologia do Blogger.